Archive Page 2

16
Maio
09

Alerta

miradouro

Há alturas do dia em quase se ouve o meu coração bater… É um bater em vazio que me faz estremecer…

A desocupação tem-me feito pensar demais na vida, pensar, pensar, pensar…. Um pensar inútil!…

Preciso de qualquer coisa positiva! Ou então preciso de uma vez por todas ver as minhas coisas positivas! Se calhar é isso mesmo…

A ferida que tenho dentro de mim ainda me inibe em demasia, qual a solução?? Não sei ao certo, mas tenho tentado procurá-la… Tenho investido em mim a nível profissional, tenho tentado ao máximo contrariar o meu sentimento, tenho tentado viver!…

Sei que é preciso paciência… O tempo fará as coisas acontecer e o facto de eu estar pouco a pouco a “levantar-me” penso que me trará dias bem melhores… A montanha russa irá estabilizar… As curvas e contra-curvas vão começando a ter mais visibilidade e deixando de ser menos perigosas e dolorosas…

E sobretudo tento estar alerta das oportunidades que me podem surgir… pelo menos em certas coisas… existem outras para o qual ainda não estou preparado… que venham quando for o seu tempo… cá estarei…

Que mais posso fazer? Como devo agir? O que devo pensar?

As respostas já começaram a aparecer, lentamente, mas é certo que tudo tem o seu tempo…

Anúncios
08
Maio
09

falsa partida…

2_meses_de_paisagem

E fui!

Era noite de carnaval e até correu muito bem…

Foi uma batalha conseguida. Mas não foi suficiente, a derrota nesta guerra era inevitável.

Uns meses depois aqui volto. Diferente, mais decidido, mais tranquilo. Quero ser EU!

O que se passou nestes meses teve tanto de difícil como de bom, terminou mal, mas terminou. Penso que é desta. Sinto que agora, e verdadeiramente, já NÃO te quero. Nunca mais.

Durante quase 8 anos esqueci-me do mais importante: de mim. E agora tenho todo o tempo do mundo só para mim. Por isso estou melhor. Estou melhor sem ti. Não sou obrigado a ver o teu olhar, que tão longínquo estava do meu.

Vivi 2 meses contigo, o suficiente para que tudo na minha vida desabasse. Mas como tudo que desaba, há que começar a reconstruir. E calha bem porque a construção antiga estava muito fraca.

Vai, não me procures nunca mais. Por favor.

O ano passado deixaste-me no meio do escuro, do nevoeiro, não sabia para onde me virar. Para mim não foi  fácil perceber o caminho, e claro, perdi-me. Mas hoje, sinto que a escuridão e o nevoeiro vinham do teu lado, e como ainda tinha esperança em nós, era para esse lado que estava virado. Este ano é diferente. Não te quero mais. Viro-me de costas para ti e vejo o sol, vejo alegria, vejo vida. É esse o meu rumo.

Sinto-me a subir um degrauzinho a cada dia que passa. Sei que vou demorar o meu tempo. Mas chegarei lá.

Vou hoje a uma festa onde estarão amigos, pessoas conhecidas, e quero divertir-me. Mereço. Preciso!

.

Será que quem me lia ainda voltará?

23
Fev
09

beauty

flour

Salvem-se os momentos de beleza!

Lutemos por eles!

Façamo-los nascer!

Façamos força para os criar!

Que os consigamos tornar eternos!

Que a vida nos traga força para que consigamos agarrar com unhas e dentes os momentos que nos sossegam o coração e a alma!…

Vida

Percursos

Escolhas

Resultados

Satisfação

Desilusão

Vida

Hoje é um dia difícil, pode haver uma prova de fogo…

Sinto-me como se fosse para a guerra, ansioso, com medo, com confiança, com pressão…

Como diria o Charlie Chaplin (já agora, Oui C’est Moi tens de me passar o texto 😉 ) posso ficar triste e com medo, ou posso sorrir porque vou viver coisas novas e ter novas experiências…

Seja o que o Senhor quiser…

Seja o que a minha vontade de crescer me permita…

Ganda som dos Iron Maiden eu tou a ouvir, nem sei se abano a perna pelo som se pelos nervos! 🙂

Oh ca raio de maluqueira!!!!!

Se não ganhar a guerra, pelo menos que ganhe esta batalha hoje!!

E cá vou eu!

15
Fev
09

nem as rochas têm sempre a mesma forma…

pedras4

Como podemos nós tomar algo futuro como absoluto?

Não podemos. A lição que tiro desta montanha russa que é a minha vida é que não posso tomar nada como certo.

Comecei a escrever neste blog para desabafar, para abrir o meu pensamento. E desde que comecei ja dei curvas e contra-curvas que não consigo explicar.

Ainda há uns quinze dias disse a um amigo meu que não via hipótese em voltar a estar com esta pessoa, e que nem pensava nisso…

Facto é que estou…

Faz sentido? Não sei.

Depois de tudo, depois de tanta vira-volta, ela vem ter sempre comigo…

Tivemos várias semanas em que tivemos um relacionamento apenas como amigos, como velhos amigos, e apesar de nos vermos pelo menos 2 vezes por semana, nada se passou, nada, nada, nada, nem um sinal…

Ou pelo menos que eu percebesse…

Mas eu sou burro, muito burro nestas coisas…

Porque faria ela tantos km duas vezes por semana apenas para ir para as piscinas, quando ela as tinha tão perto de si?

Sinto hoje que ela o faria porque se sentia bem comigo por perto… Sente-se segura…

Quando não está comigo, quando está um tempo sem me ver ela perde-se, atropela-se, faz coisas que não têm sentido e que não parecem dela…

Pensando bem no último ano, e nas vezes em que me falou que preferia estar sozinha ou que me queria, posso dizer-vos que foi sempre mais convincente quando me disse que sentia muito a minha falta do que quando dizia que queria estar sozinha…

Tenho medo…

Mas tou farto deste medo… será que não está na altura de me mandar de cabeça e partir com ela de uma vez por todas? Acho que sou do tipo de pessoa que por mais que me mande de cabeça, vou sempre mandar-me de cabeça com cautela, por isso acho que se trata de um risco controlado… faço-me entender?

Queremos viver juntos… Para voltarmos, não faz sentido continuar como era dantes, por isso queremo-nos de uma vez por todas!…

Oh vida a minha!….

Uma coisa que me custa muito é a confusão que provocamos às nossas famílias… estes recuos e estes avanços nossos provocam muita confusão a quem está de fora… Até para quem lê o que escrevo aqui provocarei confusão com certeza… Num post digo que nunca mais, no seguinte que quero muito…

Fica aqui registado um pedido de desculpas às pessoas que mais bem nos querem, às pessoas que só se sentirão bem quando nós estivermos bem, às pessoas mais importantes da nossa vida, os meus pais e os pais dela. Perdoem-nos, e acreditem que não sofrem mais do que nós próprios…

De certa forma, isto é uma coisa que temos de resolver por nós mesmos, talvez não será correcto termos esta espécie de pressão, esta preocupação à nossa volta, por que a nossa decisão tem de partir de dentro de nós para fora e não de fora para dentro de nós…

Queremos viver juntos, queremos viver este sonho que sempre tivemos e que resistiu a tanto!

P.S.: Por favor, se acharem que estou completamente maluco avisem-me !!!

01
Fev
09

gaivotas em terra…

gaivotas_em_terra

…tempestade no mar.

Tento parecer um dia calmo, mas a tempestade dentro de mim ainda não terminou…

Dia após dia faço um esforço enorme para que não caia um trovão e me deite abaixo, ouço o estrondo ao longe e rezo para que nunca chegue perto de mim… Ansiedade, nervos, medo, vazio…

Que é feito de mim? Onde me perdi no tempo?

De que preciso?

Talvez umas férias bem longe daqui… Não as tive em 2008, pelo contrário, tive dos piores dias que me lembro… Agora sinto-me cansado, queira começar este ano e a minha nova etapa com força, com vontade de recuperar o sorriso dentro de mim, queria acordar dia a dia com tranquilidade, queria chegar ao fim do dia com paz… Tenho medo que o cansaço que se apoderou de mim me prejudique, tenho medo cair novamente… não posso! não me pode acontecer!

Sinto-me só, desabafar com alguém o que vai dentro de mim é tarefa dura, complicada, perto de impossível…

E também com quem? Amigos? Ninguém gosta de ouvir tristeza… nem eu gosto de falar da minha própria tristeza, tenho preferido os momentos com outras pessoas para espairecer e não pensar em porcarias…

Que venha a Primavera, que venha o sol, que venha a luz e me traga paz…

Gostava de me apaixonar por alguém, gostava de ter alguém por perto que me fizesse sorrir, gostava de estar bem…. mas quem não gosta?

Dizem que depois da tempestade vem a bonança… que venha depressa a minha porque já estou FARTO DE TEMPESTADE!!!!!

21
Jan
09

perigo de vida

perigo_de_morte

Há perigos na vida que são óbvios…

Há perigos que nunca passam de perigos…

E há perigos que o são muito mais do que aquilo que alguma vez supomos…

Por vezes andamos vários anos no meio do perigo, pondo a nossa vida em risco sem que nada nos faça perceber isso…

Perigo porque nos deixa marcas, porque nos dói, porque nos torna diferentes…

Por outro lado, tal como um piloto que anda sempre rodeado de perigo mas que precisa disso para viver, nós temos de correr o risco, de encarar o perigo para saber lidar com ele… E todas as marcas com que ficamos só contribuem para nos dar mais força e confiança… no fundo, mais experiência de vida.

Penso ter aprendido estes anos a saber lidar com um “perigo” que me marcou muito. Mas espero agora que estas marcas não me impeçam de ter coragem para enfrentar outros “perigos” que mais tarde ou mais cedo virão ao meu encontro…

De qualquer maneira, venham eles… só assim saberei.

19
Jan
09

crescer

planta_molhada

Para crescer também precisamos da chuva, do mau tempo… É isso que nos faz erguer…

O mau tempo nas nossas vidas depende de muita coisa, e uma delas, talvez a principal, é de como encaramos esse mau tempo…

Esta fotografia, tirada num dia feio, cinzento, frio e molhado, representa para mim que mesmo nestes dias assim, existem coisas muito belas, e que devemos dar valor.

Com tanta volta e vira-volta que a vida me ofereceu, resta-me apenas aproveitar estas coisas simples, resta-me apenas ver o que realmente importa, resta-me viver…




Share this blog

Bookmark and Share
Bookmark and Share

Blog Stats

  • 3,155 hits
Outubro 2017
S T Q Q S S D
« Ago    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

twitter

  • ++++++++++++ há dias bons basta pôr-mo-nos a jeito para que eles apareçam... 8 years ago
  • hoje é o dia de inglês... fuck'n life... 8 years ago
  • ora mais uma semana.... uma boa semana pa mudar de rumo ;) .... 8 years ago